Páginas

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

SEPARAÇÃO - Silmar Coelho


Separação não acontece por acaso.
 O amor nunca morre de causas naturais. 
Ele morre porque as pessoas não sabem reabastecer a sua fonte. 
Morre de cegueira, erros, traições, e orgulho. Morre por causa das feridas, mágoas, e ausência de perdão; morre de solidão, infidelidade, atrofia, fome de carinho, e tristeza; morre pela falta de diálogo, não cumprimento das promessas, e falta de disposição de resolver os conflitos.
 O amor morre de desgosto quando se vê trocado por coisas, ao perder a importância, e não mais ser honrado. 
Morre quando para de dar e passa a exigir, quando abandona o carinho e cultiva a cólera; morre quando prefere a companhia de estranhos, sufoca, cobra, e deixa de ser um servo e se torna um senhor.
Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

SOU COMO AS PRIMAVERAS Aprendi com as primaveras a me deixar cortar para voltar inteira.

PARA VOCÊ...

PARA VOCÊ...

PAZ

PAZ
ONDE HÁ FÉ,HÁ AMOR.ONDE HÁ AMOR,HÁ PAZ.ONDE HÁ PAZ,ESTÁ DEUS. E ONDE ESTÁ DEUS,NADA FALTA.

LUZ

LUZ
AO ENTRAR QUE VENHA COM OS ANJOS...AO SAIR QUE OS ANJOS LHE ACOMPANHE!

SOLARIS

SOLARIS
POSSO ESQUECER QUEM ME DEIXOU TRISTE,MAS NÃO ESQUECEREI QUEM UM DIA ME FEZ FELIZ...

SOLARIS

SOLARIS
VOA...VOA...BORBOLETA! NÃO DEIXES QUE O TEMPO E O VENTO TE FAÇAS ESQUECER QUE TEM ASAS E QUE PODES VOAR PELO CÉU...