Páginas

quarta-feira, 27 de abril de 2016

OS CORRUPTOS,OS CORROMPIDOS E OS OUTROS...





Os corruptores, os corrompidos,
e os outros…

Uma Crónica de Eugénio de Sá



“ O homem é concebido em pecado e nasce corrupto!”
Esta é uma afirmação contida num diálogo do filme
O Caminho do Poder, dirigido por Steven Spielberg.

Eu não diria tanto dessa suposta inevitabilidade, mas não a negaria em absoluto, simplesmente porque não me considero
eu próprio um puritano, e muito menos um santo, e sei quanto é tentadora a matéria mesmo para quem tem uma consciência preparada e censória. Sei disso, e conheço a condição humana, tal como Jesus a conhecia ao convidar a populaça a atirar a primeira pedra à mulher adúltera.

Todos somos pecadores; uns mais, outros menos. Mas somo-lo. Todavia, também há que ter em conta que não se enterram os vestígios do mal feito como se enterram os despojos de um gato morto num qualquer jardim. E a verdade, essa, é como o azeite, como sói dizer-se. É só uma questão de tempo; sempre virá à tona. Isto quer dizer que todos temos de estar preparados para um dia nos virmos confrontados com as consequências das nossas acções.

Afinal qual de nós não sentiu já remorso, arrependimento, vergonha, por haver praticado actos ou omissões que vieram a constituir-se em libelo acusatório no âmago da nossa própria avaliação consciente?

Raramente se chega ao poder financeiro ou politico - porque um subordina o outro aos seus vícios - sem carregar baús pejados de vermes. Uns serão maiores que outros, mas os vermes lá estão, talvez adormecidos, mas não morreram!

Um dia escrevi na penúltima estrofe do meu soneto A ESTRADA o que gostaria que tivesse sido a vontade continuada de Deus:

E se existimos em função de Deus
Ele nos irmana por Sua vontade
  pois não quer mais Caíns ter entre os Seus! ...

...Mas tenho de reconhecer que, não obstante o homem saber, à saciedade, quanto é efémera a sua vida neste mundo, e que muito provavelmente um dia irá pagar pelos seus actos, sempre haverá irmãos a condenar outros irmãos à sua desmedida ganância, ao seu despotismo, à sua perversidade.

Que não seja de estranhar que multidões de homens e mulheres livres não possam passear, felizes, nas cidades ou nos campos, quando sabem que em casa lhes foi cortada a luz e a água e a despensa tem as prateleiras vazias, porque outros homens e mulheres corruptores e corrompidos, lhes roubaram esse direito,lhes sonegaram a esperança em dias melhores, os condenaram ao pior dos ostracismos; o da total indiferença pela sua tão difícil existência.



Sintra, 26 de Abril de 2016


Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

SOU COMO AS PRIMAVERAS Aprendi com as primaveras a me deixar cortar para voltar inteira.

PARA VOCÊ...

PARA VOCÊ...

PAZ

PAZ
ONDE HÁ FÉ,HÁ AMOR.ONDE HÁ AMOR,HÁ PAZ.ONDE HÁ PAZ,ESTÁ DEUS. E ONDE ESTÁ DEUS,NADA FALTA.

LUZ

LUZ
AO ENTRAR QUE VENHA COM OS ANJOS...AO SAIR QUE OS ANJOS LHE ACOMPANHE!

SOLARIS

SOLARIS
POSSO ESQUECER QUEM ME DEIXOU TRISTE,MAS NÃO ESQUECEREI QUEM UM DIA ME FEZ FELIZ...

SOLARIS

SOLARIS
VOA...VOA...BORBOLETA! NÃO DEIXES QUE O TEMPO E O VENTO TE FAÇAS ESQUECER QUE TEM ASAS E QUE PODES VOAR PELO CÉU...